Vídeo de sexo de Denise Rocha, o Furacão da CPI, pode dar cadeia

Publicado há 2 anos por

Denise Rocha Reprodução de Internet

Denise Rocha, a advogada e assessora parlamentar, que ficou conhecida como Furacão da CPI depois que teve um vídeo de sexo vazado na internet ainda não conseguiu readquirir sua tranquilidade. Seu caso está sendo investigado pela Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) do Distrito Federal, que estuda a necessidade de pedir à Justiça e à presidência do Senado a autorização para periciar computadores da Casa, com o objetivo de identificar por onde pode ter vazado o vídeo íntimo da assessora parlamentar Denise Leitão Rocha.

Caso seja feito esse pedido à Mesa Diretora do Senado, seriam periciados, por exemplo, os computadores do gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI), chefe de Denise. Uma das linhas de investigação é que as imagens tenham sido espalhadas por alguém do Senado que teve acesso ao vídeo de Denise.

Saiba Mais:

Caiu na net vídeo de sexo da assessora Denise Leitão Rocha

Denise Rocha, que teve vídeo sexo na net, é apontada como affair de Romario

Furacão da CPI, Denise Rocha, famosa por vídeo, pode ‘engavetar’ Playboy de Global, diz jornal

Denise Rocha, o Furacão da CPI, recebeu convite do Pânico

Após vídeo de sexo, Furacão da CPI confirma convite para posar nua

O primeiro suspeito de vazar o vídeo foi o ex-namorado de Denise Leitão Rocha, que aparece com ela nas imagens. Quem for culpado por vazar o vídeo pode pegar de três meses a um ano de prisão, além de ter que pagar uma indenização. De acordo com o Código Penal, o Brasil não tem uma legislação específica sobre crimes na internet e a exibição pública de um vídeo particular pode ser interpretado como difamação.

O principal suspeito procurou a Delegacia da Mulher do Distrito Federal, no início da semana, e negou que tenha publicado o vídeo. Segundo a policia, ele disse ser tão vítima como Denise.

Os investigadores analisam o vídeo nesta semana pra identificar de onde partiu o material. Além disso, Denise negou que tivesse uma cópia do arquivo de vídeo com as cenas íntimas.

Redação

Autor: Redação

Equipe de redação do Visto Livre Magazine.