O Furacão da CPI, Denise Leitão Rocha perdeu o emprego mas tem proposta para posar nua após vídeo caseiro de sexo cair na net

Denise Rocha,  assessora parlamentar  que teve seu vídeo de sexo publicado na web , será demitida do gabinete do senador Ciro Nogueira. A demissão de Denise acontece por conta da enorme exposição conquistada pela advogada após o vazamento do vídeo caseiro com cenas de sexo. Denise, que ficou conhecida como o Furacão da CPI, se tornou o assunto mais comentado na CPI, e as imagens que passaram de celular em celular, de pendrive em pendrive, de tablet em tablet.
“É uma situação complicada, não vejo condições de ela desempenhar o trabalho dela depois disso. Porque ela trabalha nas comissões, não é dentro do gabinete”, – explicou o senador Ciro Nogueira , para Agencia O Globo.
Saiba mais:
Denise Rocha não deve se preocupar, pois pouco após o início da CPI, um emissário da revista Playboy a havia procurado. Naquele momento, a assessora rejeitou de pronto a proposta. Com o surgimento do vídeo, na última sexta-feira a revista fez nova investida. Aos 30 anos, praticante de fisiculturismo e com algumas intervenções cirúrgicas para maximizar os predicados que Deus lhe deu, Denise foi aconselhada por amigos a aproveitar a oportunidade de saltar para a fama.

O vídeo tem cenas fortes e não é aconselhado para menores de 18 anos.

Caso o leitor seja maior de 18 anos e queira assistir ao vídeo de Sexo Denise Rocha, basta clicar AQUI.

5 Comentários

    • e desde quando exonerar e demitir não são a mesma coisa?
      você é quem está precisando ler um dicionário nas horas vagas –'

  1. porque demitir, ela merece um aumento, para que mais pornografia que esse deputados e senadores aí?
    quem não quer uma assessora dessas.

Deixe uma opinião